Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve uma perícia única nas suas dois atividades principais: a Biomassa Térmica e a Energia Solar.

Saiba mais

Número-chave

500

Colaboradores suas habilidades ao serviço do Grupo todos os dias

Saiba mais

Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve uma perícia única nas suas dois atividades principais: a Biomassa Térmica e a Energia Solar.

Descubra nossas energias

Nùmero-chave

62%

Energia renovável no mix energético

Saiba mais

Cotada no mercado regulamentado da NYSE Euronext em Paris (compartimento B), a Albioma se compromete a colocar à disposição da comunidade financeira uma informação regular, transparente e acessível.

Espaço dos Acionistas
  • Tipo: Usina termelétrica de 100% biomassa
  • Operação desde: 2018
  • Potência instalada: 40 MW
  • Colaboradores: 40

Primeira usina 100% biomassa dos departamentos ultramarinos franceses, Galion 2 representa uma nova etapa na transição energética da Martinica ao fornecer energia elétrica renovável para o sistema interligado ao longo do ano.

Atividades

Operada pela Albioma, Galion 2 é a primeira usina nos departamentos ultramarinos franceses a operar exclusivamente a partir de biomassa para produzir energia elétrica e vapor de baixa pressão. Possui capacidade instalada de 40 MW e deve fornecer, em 2019, equivale a 15% das necessidades da rede.

160

mil toneladas

de bagaço utilizadas em um ciclo de produção anual

Biomassa e produção de energia

Desde o início das operações de Galion 2 em 2018, a geração de energia elétrica renovável mais do que triplicou na Martinica ao passar de 7% para 22%. Graças à parceria com a refinaria de açúcar Galion, sua vizinha, a usina é alimentada com bagaço, um resíduo fibroso derivado da cana-de-açúcar, durante as os períodos de safra de açúcar. No restante do ano, a usina utiliza outros tipos de biomassa local, como palha de cana, palha verde ou resíduos de poda e também pellets de madeira importados dos Estados Unidos. Os últimos vêm de florestas administradas de forma sustentável e são finamente moídos e compactados para aumentar sua densidade e, assim, otimizar seu transporte e armazenamento. Em longo prazo, a participação da biomassa local deve se elevar para 40%.

Uma atividade que respeita o meio ambiente

Além de garantir a estabilidade do sistema interligado, o uso de biomassa vegetal em vez de carvão ajuda a descarbonizar o mix de energia da Martinica em conformidade com os mais rigorosos padrões ambientais. A usina Galion 2 também está equipada com um sistema triplo para a filtragem de efluentes gasosos e partículas finas, o que permitiu dividir por 100 o nível de emissões iniciais. Esta nova unidade irá acelerar a transição energética da Martinica ao dar apoio à estratégia da Albioma para alcançar uma meta de más de 80% de energia renovável em seu mix de produção até 2023.