Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve, com uma competência única, suas duas atividades principais: a biomassa térmica, a energia solar e a energia geotérmica

Saiba mais

Número-chave

606

Colaboradores que colocam suas habilidades a serviço do Grupo todos os dias

Saiba mais

Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve uma perícia única nas suas dois atividades principais: a Biomassa Térmica, a Energia Solar e a Energia Geotérmica.

Descubra nossas energias

Le saviez-vous ?

Valoriser ses toits permet de lutter contre le rayonnement solaire tout en produisant de l’énergie renouvelable

En savoir plus

Cotada no mercado regulamentado da Euronext em Paris, a Albioma se compromete a colocar à disposição da comunidade financeira uma informação regular, transparente e acessível.

Espaço dos Acionistas
  • Tipo: Usina termelétrica de biomassa
  • Operação desde: 2011
  • Potência instalada: 68 MW
  • Colaboradores: 37

Com a aquisição, em 2015, de uma segunda usina de cogeração no Brasil, a Albioma fortalece sua posição como produtora de energia renovável em um país com mais de quatrocentas usinas de cana de açúcar.

Atividades

Com o início das operações em 2011 no estado de Goiás, a usina de cogeração Codora Energia está em anexo a uma destilaria pertencente ao grupo Jalles Machado, o segundo maior produtor mundial de açúcar orgânico. Em 2015, ao ter 65% do capital adquirido pela Albioma, possuía uma capacidade instalada de 48 MW, o que lhe permitia exportar 98 GWh por ano na rede elétrica. Em 2018, a inclusão de uma terceira turbina a vapor aumentou essa capacidade para 68 MW.

635

mil toneladas

Capacidade máxima de valorização de bagaço

173

GWh

de energia elétrica produzidos em 2020

Biomassa e produção de energia

Como parte da parceria com a Jalles Machado, 461 mil toneladas de bagaço foram utilizadas em 2020 para produzir vapor de baixa pressão e 173 GWh de energia elétrica. Fora dos períodos de safra de cana-de-açúcar, a Albioma Codora Energia é alimentada por outras fontes de biomassa local, como a palha de cana ou lascas de madeira, o que permite garantir seu desempenho.

Uma operação estratégica para Albioma

A aquisição da unidade de cogeração Codora Energia também reforça a estratégia de desenvolvimento da Albioma no Brasil, um mercado em crescimento para produzir energia verde a partir do bagaço. O ótimo desempenho registrado desde então confirma o sucesso dessa operação, que também se beneficia de um contrato de venda garantida até 2026 para a exportação de energia elétrica para a Rede Nacional Interligada a um preço atraente.