Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve, com uma competência única, suas duas atividades principais: a biomassa térmica, a energia solar e a energia geotérmica

Saiba mais

Número-chave

606

Colaboradores que colocam suas habilidades a serviço do Grupo todos os dias

Saiba mais

Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve uma perícia única nas suas dois atividades principais: a Biomassa Térmica, a Energia Solar e a Energia Geotérmica.

Descubra nossas energias

Le saviez-vous ?

Valoriser ses toits permet de lutter contre le rayonnement solaire tout en produisant de l’énergie renouvelable

En savoir plus

Cotada no mercado regulamentado da Euronext em Paris, a Albioma se compromete a colocar à disposição da comunidade financeira uma informação regular, transparente e acessível.

Espaço dos Acionistas
  • Tipo: Usina termelétrica de biomassa
  • Operação desde: 1992
  • Potência instalada: 108 MW
  • Colaboradores: 67

A primeira usina termelétrica híbrida bagaço/carvão do França foi inaugurada pela Albioma em 1992 na unidade de Bois-Rouge. Dessa forma, trata-se da única usina da Ilha da Reunião com capacidade de converter o bagaço, um resíduo fibroso da cana-de-açúcar, em energia elétrica para alimentar a rede elétrica da ilha. Em 2020, o Grupo anunciou a conversão da usina para 100% biomassa.

Atividades

Localizada a norte da Ilha da Reunião, a unidade de cogeração do Bois-Rouge atualmente uma capacidade instalada de 108 MW, ante 60 MW no momento da sua inauguração em 1992. Situa-se em anexo à refinaria de açúcar de Bois-Rouge, que fornece, durante a safra da cana-de-açúcar, o bagaço necessário para a sua atividade.

Biomassa e produção de energia

A usina de Bois-Rouge transformou bagaço e cavacos verdes em vapor de baixa pressão e energia elétrica. De acordo com o princípio da cogeração, parte da energia assim gerada foi utilizada para cobrir as necessidades da usina açucareira, ao passo que o restante foi diretamente injetado na rede. Em 2020, essa participação foi de 530 GWh.

Uma evolução do mix de energia em direção a 100% de biomassa

A Albioma anunciou em 8 de dezembro de 2020 o abandono total do carvão em seu sítio histórico, após deliberação da Comissão Reguladora de Energia (CRE).

Esta última validou em 3 de dezembro de 2020 a compensação induzida pela assinatura de um aditivo ao contrato de compra de energia elétrica celebrado pela EDF para a conversão em biomassa da central. As obras de conversão começaram no início de 2021 para que a usina operasse 100% com biomassa no segundo semestre de 2023, priorizando os depósitos de biomassa disponíveis no local.

  • Abandono total do carvão na unidade emblemática do Grupo
  • Redução de 84% das emissões de gases com efeito de estufa da usina em relação ao seu funcionamento atual

Em última análise, a conversão aumentará a porção renovável da matriz energética da Reunião de 35% para 51%. Com isso, será possível reduzir em 84% as emissões de gases de efeito estufa em relação ao funcionamento atual da usina.

Como parte de seu trabalho de conversão de biomassa no Porto Leste, a 1ª cúpula de armazenamento foi inflada em 13 de setembro de 2021 e a 2ª em 1º de outubro.

Essas cúpulas de 45.000 m3 e uma altura de 39 metros são agora visíveis dos municípios de Port e La Possession, bem como das vias de tráfego.

Descubra sua inflação em fotos.

D. Dijoux