Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve, com uma competência única, suas duas atividades principais: a biomassa térmica, a energia solar e a energia geotérmica

Saiba mais

Número-chave

606

Colaboradores que colocam suas habilidades a serviço do Grupo todos os dias

Saiba mais

Produtora independente de energia, a Albioma desenvolve uma perícia única nas suas dois atividades principais: a Biomassa Térmica, a Energia Solar e a Energia Geotérmica.

Descubra nossas energias

Le saviez-vous ?

Valoriser ses toits permet de lutter contre le rayonnement solaire tout en produisant de l’énergie renouvelable

En savoir plus

Cotada no mercado regulamentado da Euronext em Paris, a Albioma se compromete a colocar à disposição da comunidade financeira uma informação regular, transparente e acessível.

Espaço dos Acionistas

Nossas unidades > Maurício

Usina de Savannah

  • Tipo: Usina termelétrica de biomassa
  • Operação desde: 2007
  • Potência instalada: 95 MW
  • Colaboradores: 80

Desde a sua inauguração em 2007, a usina termelétrica a biomassa de Savannah produz energia elétrica e vapor de baixa pressão para alimentar o sistema interligado da Ilha Maurício.

Atividades

Localizada no sul da Ilha Maurício, a unidade de cogeração de Savannah tem uma capacidade instalada de 95 MW. É de propriedade conjunta da Omnicane, uma produtora de açúcar, da Albioma e da Sugar Investment Trust, uma empresa de investimentos cooperativa dirigida por trabalhadores da indústria sucroenergética do país.

Biomassa e produção de energia

Durante as safras de cana-de-açúcar, a usina de Savannah opera principalmente com bagaço para produzir tanto energia elétrica para a rede da Central Electricity Board quanto vapor de baixa pressão que a refinaria de açúcar da Omnicane precisa. Este recurso fibroso está presente em grandes quantidades na Ilha Maurício, onde as plantações de cana-de-açúcar ainda constituem o primeiro recurso agrícola local.

O Carbon Burn Out: uma novidade mundial

Em 2016, Omnicane e Albioma inauguraram uma central na unidade de Savannah para reduzir o carbono nos resíduos de carvão. Esta inovação global, chamada “Carbon Burn Out”, permitiu tratar quase 40% da tonelagem de subprodutos de combustão gerados pela atividade das usinas de Savannah, Terragen e Saint-Aubin em 2019 para então valorizá-los como aditivo para cimento no setor da construção e das obras públicas.